Numa iniciativa conjunta da direção do Instituto Nacional de Saúde da Mulher, da Criança e do Adolescente Fernandes Figueira da Fundação Oswaldo Cruz (IFF/Fiocruz) e do  Escritório de Captação de Recursos da Fiocruz, o Núcleo de Apoio a Projetos Educacionais e Culturais (Napec/IFF) e Novos Caminhos passam a ser reconhecidos institucionalmente como projetos de interesse social e se juntam para lançar a campanha Amigos do Figueira.

O programa é uma rede de solidariedade que nasce com o objetivo ajudar as ações realizadas no IFF/Fiocruz em apoio a crianças e aos adolescentes com condições complexas ou dependentes de tecnologias, e às suas famílias.

“A partir do incremento e regularidade de doações, a sociedade civil poderá contribuir de forma mais significativa e ampliada para que mais pacientes possam ter condições de viver em suas residências e com suas famílias, contribuindo para sua cidadania plena e para manutenção das melhores condições de vida possíveis”, explica o diretor do IFF, Fábio Russomano.

Neste início, a campanha focará no projeto Volta pra Casa, que apoia na desospitalização de crianças e adolescentes internados por longos períodos. E com a doação de um pouco mais de R$1,00 por dia será possível ajudar uma criança a voltar para seu lar, mantendo um equipamento hospitalar essencial para a sua sobrevivência.

Além do Volta pra Casa, atualmente, o Amigos do Figueira atende aos projetos dos Novos Caminhos e Humanização Hospitalar. Em breve, outras iniciativas de instituições parceiras, como o Instituto Refazer, que há muitos anos também acolhe e apoia pacientes do IFF e suas famílias, também serão beneficiadas.

Para saber mais sobre o programa e fazer parte desta rede de amigos, sendo um doador, basta entrar no site www.amigosdofigueira.org.br.

Os projetos

O Volta pra casa tem por objetivo apoiar as crianças com doenças crônicas, que já poderiam estar em casa, a voltarem para seus lares. Por serem dependentes de alguma tecnologia ou alimentação específica, elas não conseguem sair do IFF, uma vez que suas famílias não possuem condições financeiras para manter o tratamento domiciliar.

Já os Novos Caminhos têm a missão de “cuidar de quem cuida”. O projeto surgiu da percepção de que muitas mães precisam transformar suas vidas para cuidar de seus filhos que vivem no hospital por um longo período. Muitas vezes, essas mães saem de seus empregos para se dedicar integralmente a seus filhos, causando grande impacto na família e comprometendo o sustento de todos. Para atenuar esse impacto, voluntários capacitam as mães a produzirem peças artesanais e canais de comercialização.

Com objetivo deixar o ambiente hospitalar mais agradável e alegre, voluntários do Napec desenvolvem projetos educacionais e culturais com as crianças. Este é o Humanização Hospitalar, que conta com mais de 100 pessoas dedicadas a contar histórias para crianças, levar música às enfermarias, brincar com elas no parquinho do hospital e ajudar no reforço escolar.

Concepção

O Amigos do Figueira é uma realização do Napec e Novos caminhos, com administração da Sociedade de Promoção da Casa de Oswaldo Cruz (SPCOC) e gestão do IFF. Idealização: Escritório de Captação da Fiocruz.